A POESIA FALADA ENTRE BEATS E SONORAS DA BLACK MUSIC OCUPA A CONCHA ACÚSTICA NO MÊS DE NOVEMBRO EM PATOS

23 de novembro de 2023 Off Por João Antunes

A POESIA FALADA ENTRE BEATS E SONORAS DA BLACK MUSIC OCUPA A CONCHA ACÚSTICA NO MÊS DE NOVEMBRO EM PATOS

O Centro Cultural Banco do Nordeste – Sousa,  presenteia a cidade de Patos com uma noite de música exclusivamente preta, feminina e nordestina, com as artistas Bell Puã (Pernambucana) e Mebiah (Paraibana), momento este que coincidentemente comemora o mês de luta para a população negra brasileira.

A programação inicia pela tarde do dia 24 (sexta-feira), na Escola Estadual Cidadã Integral Tecnica Lynaldo Cavalcanti de Albuquerque, onde será realizada uma roda de conversa “Da poesia ao RAPente” com a recifense Isabella Puente de Andrade, a Bell Puã, direcionada ao público do ensino médio e nessa conversa a cantora – e também escritora – trará versos que reúnem afetos e desejos do coração. Bell é autora dos livros “É que dei o perdido na razão” (Castanha Mecânica, 2018) e “Lutar é crime” (Letramento, 2019).

À noite, a programação versa com rimas poéticas, entre sons dos beats e arranjos da black music e dará início a partir das 19h com a Batalha da Concha que trará a sua poesia falada, rimando a história e reverenciado Zumbi e Dandara, fortalecendo dessa forma a unidade do povo negro do sertão. A Batalha da Concha se organiza desde 2017, atuando nas ruas e nas praças levando não só a rima, como diversos elementos da Cultura HIP HOP, garantindo acesso gratuito a arte e a cultura para todas as idades, fazendo um papel nas letras e nas diversos elementos que trazem sempre as questões, raciais, sociais e políticas pro centro do ringue, onde passam uma visão nas rimas, do que são e o que querem.

Em seguida, a programação musical inicia e segue com a paraibana Mebiah (João Pessoa), onde traz na sua musicalidade temas que fazem parte do nosso cotidiano, como machismo e racismo, sempre embalados por sua voz suave e com uma presença marcante.

Encerrando a noite, a recifense Bell Puã que é cantora, compositora, poeta e atriz pernambucana, foi vencedora do Campeonato Nacional de Poesia Falada – SLAM BR 2017, sendo a representante do Brasil na Poetry Slam World Cup 2018, em Paris – França. Desde 2019, iniciou os caminhos na música com participações nos discos de China “Manuel de Sobrevivência para Dias Mortos; e de Zé Manoel “Do Meu Coração Nu”, álbum indicado ao Grammy Latino em 2021.

O evento pode ser considerado um dos momentos históricos na cidade de Patos, uma vez que a cena do HIP HOP vem há anos buscando espaços e narrativas no cenário cultural da cidade, inclusive, hoje sendo marcada a partir da Batalha da Concha, que é organizado de forma independente e que tem dado o seu grito político e artístico.

A noite de 24 de novembro de 2023 com certeza trará a beleza, o poder, malemolência, reflexão, luta, e cultura preta sendo colocada no centro da cidade, de forma totalmente acessível e marcante, já que evento como este, marcado essencialmente por artistas negras e da cultura do hip hop e black soul, é quase que inexistente de se apreciar na cidade, o que consequentemente será um baobá plantado.

Então anotem aí nessa agenda, e vamos embelezar, prestigiar e bailar como se não houvesse amanhã nessa noite preta do sertão paraibano.

O evento é uma realização do Centro Cultural Banco do Nordeste de Sousa em parceria com a Fundação Ernani Sátyro (FUNES) e a Secretaria de Cultura, Turismo e Esporte (SECULTE/Patos). Curadoria realizada por Maycon Carvalho e conta com a produção local de Sara Andrade.

 

Dia: 24/11/2023

Local: Concha Acústica

 

Horário:

19h – Batalha da Concha

20h – Mebiah (PB)

21h15 – Bell Puã (PE)