Fundação Ernani Sátyro
  • Lançamento do Livro “Um Convite à Utopia” Acontece Nesta Sexta na Funes.
  • Funes e o Bloco “Lá Vem o Zé da Trompa” promovem a 12a. Mostra Patoense de Músicas Carnavalescas
  • Funes Promove o Grande Encontro
  • Funes Promove Concerto de Natal.
  • Inauguração de biblioteca e lançamento de livro marcam a participação da FUNES no Projeto “Patos Mostra Cultura”

Projetos

Criada pela Lei Estadual nº 5.048/88 e inaugurada em 05 de março de 1991, a Fundação Ernani Satyro – FUNES tem por finalidade dinamizar a cultura dos municípios de Patos e adjacentes, além de cultivar a memória do seu patrono, o Ministro Ernani Ayres Satyro e Sousa, o único patoense a governar o Estado da Paraíba.

Esta entidade cultural vem servindo, ao longo dos anos, de berço para criação de outras instituições congêneres, a exemplo do Instituto Histórico e Geográfico de Patos (1997), da Academia Patoense de Artes e Letras (2006), da Academia Sertaneja de Filosofia Maçônica (2010) e do Fórum Permanente de Cultura (2009), neste último, do entendimento entre o Movimento Cultural e os Gestores da Edilidade foi articulado o Conselho Municipal de Cultura, a Lei de Incentivo a Cultura e o comprometimento do Prefeito Constitucional de construir o teatro de Patos, que vai se denominar de Teatro Municipal Ernani Satyro.

Espelhando-se na missão de “Integrar a comunidade às manifestações culturais”, a FUNES vem realizando eventos nas áreas de literatura, artes plásticas, música, teatro, cinema, incentivando a realização de congressos e seminários, gerando assim, conhecimento e capacidade profissional.

Dentro de todo este contexto, a área musical vem ganhando substancioso espaço nas realizações das atividades da instituição, notadamente quando realiza Festivais de Cantadores, Fórum de Bandas de Musicas, Encontro de Grupos de Flauta Doce, Mostras Carnavalescas, Quintas Musicais, Orquestra Sanfônica e Coral.

Nos acordes da viola

O mais legítimo som de viola vem reunindo, desde o ano de 2005, no Auditório Emilia Longo Fernandes – na FUNES, as antigas e novas gerações de cantadores da moda nordestina, encantando um público cativo que acompanha há cinco anos o “Encontro de Violeiros”. O evento nasceu em parceria com o poeta Jomaci Dantas, dentro da série “Sessões Musicais”. O palco foi pequeno para grandes e renomados talentos que embalaram a Noite da Viola e Repente como, José Medeiros e Alcino Medeiros, Severino Chaves e Panagero, Arimarque e Erasmos dos Santos, e João Moacir, Laércio da Silva e Novinho Vieira, que dedilharam na viola uma das bases da formação da música brasileira. Durante o festival as duplas foram homenageadas com o troféu Silvino Pirauá de Lima, Poeta Monteiro, Poeta Condessinha, Poeta Odilon Nunes de Sá, Poeta Manoel Bonifácio e Poeta Andorinha.

O esforço dos idealizadores do projeto atraiu outro grande e significativo evento da nossa cultura nordestina, o “6º Festival Regional de Violeiros”, que aconteceu no dia 02 de setembro de 2010 nos jardins desta casa de cultura, espaço este que recebeu o nome de Jardim Dona Capitulina Satyro, em homenagem a mãe do patrono da referida Instituição. Na ocasião o festival contou com a participação das duplas: Eloi David (Livramento) e João Torres (Taperoá); Alcino Medeiros (Patos) e Arimarque Bezerra (São Mamede); Chico Balbino (Patos) e Severino Chaves (Café do Vento); Geraldo Brito (Patos) e Zé Carlos do Paféu (Patos) e João Andrade (Jurú) e Zé Firmino (Taperoá).

Ainda dentro do projeto de valorizar a nossa cultura, a FUNES em parceria com as Faculdades Integradas de Patos apresentou ao público patoense a “Orquestra Sanfônica Ronaldo Cunha Lima”, da cidade de Campina Grande, composta por vinte e oito sanfoneiros e três percussionistas, a orquestra trouxe no repertório alguns clássicos da música nordestina como “Asa Branca”, “Que Nem Jiló”, “Juazeiro”, “Volta da Asa Branca” e “Sala de Reboco” entre outras.

Fórum de bandas e apresentações artísticas.

Com o apoio da Fundação Ernani Satyro, FUNESC, Weril Instrumentos Musicais, Ordem de Músicos da Paraíba e Universidade Federal da Paraíba a cidade de Patos foi sede do “IV Fórum de Bandas do Estado da Paraíba”. O evento contou ainda com a apresentação especial do grupo JPSax e do Quarteto de Trombones da Paraíba.

O Fórum é um projeto do Ministério da Cultura, executado pela da coordenação do projeto Bandas de Música da Funarte, que tem por objetivo levar conhecimentos específicos sobre música através de seminários, promovendo a integração de todas as bandas do Estado, reciclar músicos e mestres, além de descobrir e incentivar novos e antigos talentos musicais proporcionando a inserção social.

Em dezembro de 2009, a Fundação Ernani Satyro realizou no Espaço dos Artistas, o “I Encontro de Banda de Flauta Doce do Sertão Paraibano”. O encontro cultural reuniu as bandas as Bandas de Flauta Doce de Patos – Dr. Romero Nóbrega, do CAIC; Maestro Hermes Brandão, da FUNES e a AABB Comunidade e a Banda de Flauta Doce, Melodia Sertaneja, da cidade de Mãe D’Água. O evento contou ainda, com a presença ilustre do Papai Noel que distribuiu várias guloseimas e tirou fotos com as crianças.

Recordando os antigos carnavais

Com objetivo de relembrar e valorizar os frevos e marchinhas de carnaval, reconhecer e homenagear os compositores da terra, a FUNES vem realizando desde 2006 as “Mostras Patoenses de Musicas Carnavalescas”, incentivando, divulgando e promovendo a cultura na cidade “Morada do Sol”..

O evento a cada ano vem adquirindo mais adeptos ao estilo e prestando homenagens a grandes nomes da História da Música Patoense, a exemplo do Maestro Edson Morais (1ª Edição); Afonso Bacalhau e Agnaldo Satyro Xavier (2ª Edição); Amaury de Carvalho e Valdemar do Pandeiro (4ª Edição) e Amadeu de Alencar Leite e Virgilio Trindade (5ª Edição);

Durante as edições de 2008 e 2010, foi lançado o DVD oficial da 2ª e 4ª Mostra Patoense de Músicas Carnavalescas, onde estão registrados as marchinhas e frevos cantados pelos artistas de Patos. Nos últimos 2 anos, devido ao substancioso crescimento do público que passaram a prestigiar o evento, o mesmo vem acontecendo em plena via pública, mais precisamente no “Largo do Baicora”, onde também acontece exposição de fotografias dos antigos carnavais.

Ainda no gênero de música popular brasileira, dentro do projeto Quintas Musicais a FUNES realizou o evento em homenagem ao Rei do Baião, nos seus 96 anos de nascimento, que teve como atrações Aécio Flávio, Zé Nilton do acordeom, Dedé de Helena, Dérreis, Zuza do Forró, Messias do Forró e Miguelão do Forró, os chamados “prata da casa”.

Investindo nas gerações através da música

Com o intuito de ocupar e melhorar a qualidade de vida de crianças e idosos, A Fundação Ernani Satyro mantém sobre sua orientação o Coral da FUNES, composto por mulheres de mais de cinqüenta anos e a banda de Flauta Doce “Maestros Hermes Brandão”, composta por crianças da rede municipal de ensino, criada através do projeto “Tocando a Vida” em parceria com BNB de Cultura e hoje mantida com recursos próprios da Entidade Cultural. Ambos os grupos são orientados e regidos pelo maestro Joaquim Soares Neto, mais conhecido como Joaquim do Clarinete, e são constantemente solicitados para apresentações em escolas, igrejas, instituições culturais e eventos públicos.