Fundação Ernani Sátyro
  • FUNES Abre programação da 11a. Primavera dos Museus
  • Lançamento do Livro “Um Convite à Utopia” Acontece Nesta Sexta na Funes.
  • Funes e o Bloco “Lá Vem o Zé da Trompa” promovem a 12a. Mostra Patoense de Músicas Carnavalescas
  • Funes Promove o Grande Encontro
  • Funes Promove Concerto de Natal.

Publicações

A Fundação Ernani Satyro vem através do seu sistema editorial, prestando uma grande contribuição às letras no Estado da Paraíba. Além das obras completas de Ernani Satyro, publicadas sistematicamente, a exemplo dos romances: O Quadro-Negro, Mariana e o O Canto do Retardatário (poemas), a FUNES ainda vem publicando a Coleção Romance Paraibano, a exemplo de Emboscada do Destino e o Chefe Político, de Padre Manoel Otaviano; O Brasileiro, de Ascendino Leite; Os Cangaceiros, de Carlos Dias Fernandes; Rastro de Andarilho, de José Urquisa; A Cruz da Menina, de Flávio Sátiro Fernandes; a Biblioteca da História Municipal, com Retalho do Sertão, de José Permínio Wanderley.

Foram ainda publicados: O Tempo e os Homens, de Paulo Bonavides, Poesias Completas, de Tarcísio Meira Cesar e o livro Ernani Satyro – Convivência e Participação, resultado de uma consistente e criteriosa pesquisa, composta de 32 capítulos do escritor paraibano Evaldo Gonçalves.

Ainda dento das publicações editorais realizadas pela Fundação Ernani Satyro estão as Literaturas de Cordéis, no projeto intitulado “Nomes de Patos”, do poeta Janduhi Dantas, Allyrio Wanderley – O Louro do Jabre e Ernani Satyro – O Amigo Velho.

A Fundação Ernani Satyro visando ainda resgatar fatos históricos e figuras ilustres que fizeram a grandeza das Espinharas, criou a Série História e Povo, que, vem registrando tudo através de plaquetas cronológicas, que já se encontram na décima publicação, como se pode ver a seguir:

* A primeira edição da Série História e Povo registra a Procissão dos Homens evento religioso que ocorre toda quinta-feira Santa, desde 1954, no qual a população masculina de Patos se concentra defronte a Igreja de Nossa Senhora da Conceição. A partir da meia noite, os homens seguem em caminhada pelas principais avenidas da cidade cantando e orando. Antes da saída do cortejo, diretores da FUNES realizam exposição fotográfica, no largo da referida Igreja e através de plaqueta registram a sua tradição religiosa (foram publicadas duas edições).

* A segunda edição, em 2008, a Fundação Ernani Satyro registrou a passagem do 34º aniversário de morte e o 133º de nascimento do escritor João Rodrigues Coriolano de Medeiros. Ao mesmo tempo realizou exposição fotográfica de suas obras literárias e fez aposição de sua foto oficial na escola de ensino fundamental que leva o seu nome na cidade de Patos;

* A terceira edição, no mês de maio de 2008, a FUNES registrou a passagem dos 140 anos de nascimento do Coronel Miguel Satiro e Sousa, ocorrido em 11 de novembro de 2007. Na ocasião, foi celebrada uma Missa em Ação de Graças, na Igreja Catedral de Nossa Senhora da Guia, seguida de visitação ao túmulo do Chefe Político das Espinharas, no cemitério São Miguel e fez aposição de uma placa na praça que leva seu nome.

* A quarta edição, a FUNES iniciou em 24 de novembro de 2008, a comemoração que registrou a passagem do centenário do Padre Joaquim de Assis Ferreira, que prolongou-se até o dia 28 do mês corrido. Para encerrar a programação dos cem anos do Padre Assis, foi realizada uma Missa em Ação de Graças na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, onde ocorreu o traslado dos restos mortais do homenageado do cemitério Santo Antônio para a referida Igreja. Na ocasião, foi feita a entrega da comenda Ministro Ernani Ayres Sátiro e Sousa aos familiares do Sacerdote (post mortem);

* A quinta edição da Série História e Povo, a FUNES socializou os dados biográficos do ilustre filho adotivo de Patos, o economista e jornalista Virgilio Trindade;

* A sexta edição, lançada em 11 de outubro de 2009, dentro da programação elaborada conjuntamente com a Diocese de Patos, registrou o 86º aniversário de morte da menina Francisca, a FUNES lançou a plaqueta “Menina Francisca – A Santa do Povo”. Dentro do evento aconteceu também o lançamento da coleção literatura de cordel editando o livro “Vida, Verso & Viola (andanças poéticas)”, do cantador e cordelista Antônio Américo de Medeiros, evento prestigiado com a presença de Oliveira de Panelas, João Furiba e Zé Carlos do Pageu.

* Já a sétima edição da Série História e Povo, a FUNES registrou a vida e as obras do seu patrono o ex-ministro Ernani Satyro – “O AMIGO VELHO”.

* Na oitava edição, a FUNES registrou, com uma programação especial, o Centenário de Nascimento do Grande Discípulo de Deus Dom Fernando Gomes. A programação alusiva teve início no dia 04 de abril de 2010 com a celebração da Santa Missa, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Guia.

Durante três meses, foram momentos intensos de profundos conhecimentos da vida e as obras do ilustre patoense, com realização de palestras por técnicos da FUNES, nas escolas estaduais e municipais de Patos. A Fundação Ernani Satyro foi responsável ainda, pela “Gincana Cultural Dom Fernando Gomes” – competição educativa que reuniu alunos das redes de ensino pública e privado.

Ainda dentro da Programação alusiva ao centenário do grande “Apóstolo”, o Instituto Histórico e Geográfico de Patos realizou a IV Mostra Patoense de Música Religiosa

Na reta final dos festejos alusivos ao grande comunicador, foi realizada uma solenidade especial no Fórum Miguel Satyro, que contou com a participação do familiares do homenageado, autoridades e grande público presente.

Todo acervo sobre Dom Fernando Gomes dos Santos, bem como, todo material produzido durante a programação do seu centenário de nascimento, foram colocado em uma sala preparada, no prédio da Biblioteca Pública de Patos, localizada à Rua Pedro Caetano, S/N, no centro de Patos.

* A nona edição, a FUNES lançou a plaqueta: DOM FERNANDO GOMES DOS SANTOS: PASTOR ET MAGISTER – Palestra proferida pelo escritor da Academia Paraibana de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico Paraibano, Flávio Sátiro Fernandes, na noite de 28 de maio de 2010, na sessão comemorativa do centenário de Dom Fernando Gomes, no Fórum Miguel Satyro, promovida pela Fundação Ernani Sátyro.

* A décima edição, em 19 de setembro de 2010, dentro dos festejos da festa de Nossa Senhora da Guia a FUNES uniu-se a Diocese de Patos para registrar a passagem do centenário de nascimento de Dom Expedito Eduardo de Oliveira, primeiro Bispo da Diocese de Patos, cuja memória encontra-se também preservada no busto colocado em plena Avenida Sólon de Lucena, enfrente a Catedral de Nossa Senhora da Guia.

Em 2009, a FUNES, enviou às autoridades e órgão público municipais e estaduais, cartão postal com fotos de ambientes da casa museu e mensagem de final de ano.

Dentro do Fórum Permanente de Cultura a FUNES, juntamente com o Instituto Histórico e Geográfico de Patos (IHGP), Academia Patoense de Artes e Letras (APAL), a Fundação Educativa Cultural Miguel Mota (FECCMA), Gerencia da 6ª Região de Ensino e Gerência de Cultura de Patos, lançaram a Biblioteca Patoense/ Antologia da poesia patoense – coletânea das principais poesias de escritores patoenses.

A Fundação Ernani Satyro foi motivo para tese de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do aluno do Curso de Jornalismo das Faculdades Integradas de Patos Arione Alves de Souza, com a editoração do“Informe FUNES”. O boletim informativo com seis páginas mostrou matérias exclusivas sobre os projetos realizados pela instituição, a exemplo do cinema na FUNES, a banda de Flauta Doce Maestro Hermes Brandão, o programa o “Canto da História”. O informe também trouxe a cronologia do patrono da Fundação, o ex-ministro Ernani Satyro.